• pt-br

15
dez-2015

O retorno às comunidades

Neste ano (2016) retornamos a todas às comunidades que nos receberam entre 2012 e 2013, ao longo de nossa pesquisa de campo. O nosso compromisso com cada uma delas é prioritário; queremos mostrar quanta força e beleza existe em seus gestos e linguagens!

Nestes retornos, organizamos exibições do longa-metragem à comunidade, além de estabelecer um diálogo com os educadores da região.

Para 2017 está previsto o lançamento do vídeo de making of de todos os retornos.

–> CONHEÇA O NOSSO TRAJETO DE RETORNOS:

  • 08 a 13 de Julho de 2015 – Acupe, BA
  • 27 de agosto a 01 de setembro de 2015 – Pomeranos, ES
  • 16 a 20 de outubro de 2015 – Jaguarão, RS
  • 14 a 22 de novembro de 2015 – Tatajuba, CE
  • 16 a 24 de abril de 2016 – Vale do Jequitinhonha, MG
  • 23 de Julho de 2016 – Aldeia Nasepotiti, da população indígena Panará (PA)
  • 25 de Outubro a 02 de Novembro de 2016 – Maranhão (MA)
  • 13 de dezembro de 2016 – Jardim Pantanal, SP

 

Abaixo você confere relatos de cada retorno!

“Quem trouxe a cadeira deu colo para os filhos, netos e irmãos, quem não trouxe sentou nas calçadas ou se ajeitou atrás da tela. O filme Território do Brincar desembarcou em Acupe, na Bahia, e as crianças de lá modificavam as risadas quando se viam em cena. Pura emoção para eles e para a equipe do Território do Brincar, que ainda aproveitou para reviver as intensas festas de Caretas e Nego Fugido”. Renata Meirelles, sobre retorno a Acupe-BA, realizado em julho de 2015.

“Quanta alegria reencontrar as famílias pomeranas de Alto Santa Maria (ES), que receberam a equipe do Território do Brincar há 3 anos. Não faltou o brout (pão de feito de raízes) com café, para acompanhar as exibições dos curtas que fizemos sobre eles. E os meninos, que hoje já são adolescentes, arrumaram seus carrinhos para testarmos se ainda funcionam. Aprovado!” Renata Meirelles, sobre retorno a Alto de Santa Maria, realizado em setembro de 2015.

“A equipe do Território do Brincar chegou de mais um retorno a uma das comunidades participantes dos registros do Projeto. Essa foi a vez dos pampas gaúchos, em Jaguarão – RS. A exibição do longa metragem aconteceu na Universidade Federal do Pampa (UNIPAMPA) com um público tão diverso quanto participativo. As crianças filmadas em 2013 estavam em peso e assistiam atentas a cada detalhe do filme. E teve até chimarrão durante o bate papo após a exibição. Visitar as famílias envolvidas no Projeto celebra nossos vínculos e cria memórias em todos nós. E aqui faz parte o churrasco com linguiça de capivara e javali, brincadeiras no campo de trigo e nas campanas, e um passeio na ponte da fronteira de Jaguarão e o Uruguai. Foi uma felicidade encontrar meninos e meninas mais encorpados no corpo e na vida, que sabiam que voltaríamos, só aguardavam esse dia.” Renata Meirelles, sobre o retorno a Jaguarão, realizado em outubro de 2015.

“Mais um retorno e grandes reencontros. Dessa vez estivemos em Tatajuba – CE, onde organizamos duas sessões do filme Território do Brincar. Os sorrisos das crianças ao se enxergarem na tela é de uma emoção sem tamanho. Novamente nossos mestres-meninos se dedicaram em nos ensinar a arte da construção de barquinhos de isopor. E com a mão na massa participamos do ciclo completo da experiência, desde a busca dos materiais até o momento de navegar. Uma vivência marcante para nós. Tivemos também oficina de costura de roupinhas de boneca, campeonato de piões, saltos e pulos nas dunas, e muito muito vento no rosto, soprando longe o que precisava ser soprado. Gratidão a toda comunidade de Tatajuba pelo lindo acolhimento e intensa amizade.” Renata Meirelles, sobre o retorno a Tatajuba, realizado em novembro de 2015.

“Nossa equipe acaba de chegar de mais um retorno às comunidades registradas pelo Projeto. Essa foi a vez do Vale do Jequitinhonha (MG), nas comunidades de Abadia, Córrego da Velha Debaixo e o município de Araçuaí. Os re-encontros de velhos amigos e as exibições do filme à luz da lua cheia, no Cinema dos Meninos de Araçuaí e na Casinha de Cultura, costuram a narrativa desse vínculo que não se apaga mais, afinal, o tempo tem a serventia de criar raízes.” Renata Meirelles, sobre o retorno ao Vale do Jequitinhonha, realizado em abril de 2016.

“Os bancos laterais da casa do centro, a noite fria de lua minguante, pareciam pouco acolhedores para uma sessão de filme de longa metragem. Mas nada disso atrapalhou ou desconcentrou a atenção de crianças e adultos da aldeia Nasepotiti da população indígena Panará. Estivemos por lá nesse final de julho de 2016, em mais um retorno às comunidades parceiras do Território do Brincar. Foi incrível ver a participação do público com suas risadas, comentários que chegavam até a suspender a respiração em cenas mais emocionantes. Lindo re-encontro, gratidão enorme pelo vínculo estabelecido”. Renata Meirelles, sobre o retorno à Aldeia da população indígena Panará, realizado em julho de 2016.

” Estivemos em mais um retorno às comunidades parceiras do Território do Brincar. Essa foi a vez do Maranhão. Fizemos a devolutiva de todo material registrado na Casa Fanti Ashanti em São Luiz, aos grupos de Bumba meu Boi em Cururupu, e exibimos o longa metragem e outros vídeos nas comunidades de Entre Rios e Outeiro e na Associação Cultural do Boi de Pindaré. Re-encontros que selam nossos vínculos e gratidão a tudo o que aprendemos com essas pessoas”. Renata Meirelles, sobre retorno ao Maranhão, realizado em novembro de 2016.

“Ontem fizemos nosso último retorno às comunidades! Quanta emoção finalizar essa etapa prá lá de importante para nós.  Fizemos uma exibição do filme no Jardim Pantanal com direito à pipoca e muita diversão! Mais um encontro para agradecer e fortalecer o elo com pessoas tão especiais que fazem parte da história do Território do Brincar”. Renata Meirelles, sobre o retorno ao jardim Pantanal, realizado em dezembro de 2016.

 

Veja fotos dos retornos!

renata-familia
renata-familia
retorno3
retorno3
IMG_1409
IMG_1409
retorno2
retorno2
re1
re1
re14
re14
re9
re9
re6
re6
meninos
meninos
retorno1
retorno1
re8
re8
jardim-pantanal-02
jardim-pantanal-02
jardim-pantanal-03
jardim-pantanal-03
jd-pantanal
jd-pantanal
jardim-pantanal-05-copia
jardim-pantanal-05-copia
maranhao-2
maranhao-2
maranhao-3
maranhao-3
maranhao-4
maranhao-4
maranhao-5
maranhao-5
maranhao-6
maranhao-6
maranhao-7
maranhao-7
maranhao-8
maranhao-8
maranhao-9
maranhao-9
maranhao-10
maranhao-10
maranhao1
maranhao1
panara3
panara3
panara4
panara4
panara5
panara5
 likes
Share this post:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Archives

> <
Jan Feb Mar Apr May Jun Jul Aug Sep Oct Nov Dec
Jan Feb Mar Apr May Jun Jul Aug Sep Oct Nov Dec
Jan Feb Mar Apr May Jun Jul Aug Sep Oct Nov Dec
Jan Feb Mar Apr May Jun Jul Aug Sep Oct Nov Dec
Jan Feb Mar Apr May Jun Jul Aug Sep Oct Nov Dec