• pt-br
  • en
  • es

137501593213750159323051839877_420x300

Velho Tonho se conecta com lugares que nem todo mundo alcança. Vai longe, solitário, persistente. Segue empenhado no seu próprio e singular trajeto.

Foi assim que ele mergulhou fundo no Reisado da sua região, quando conheceu as cantorias via pessoas que vieram morar por um período em Tatajuba. Hoje toca o grupo a sua própria maneira, com voz e pandeiro solitário, mas absolutamente persistente.

137501596813750159689208997011_420x300

Quem haveria de brincar com ele, acompanhando e levando o Reisado pelas ruas de areia de Tatajuba? As crianças. Sim, só crianças e o Velho Tonho, embarcam na brincadeira, e são acolhidos com sorrisos pelos moradores.

13750160111375016011057527381_420x300

137501603513750160355986282507_420x300

O boi, o bode, o caçador, a velha, a burrica, todas as figuras vividas pelos meninos de pé descalços (ou quase descalços).

13750161191375016119028930559_420x300

Tudo é feito com “o que é possível”, como dizem. Usam talo de buriti, papelão, lençol velho, restos de cordas. As máscaras são de papelão ou sapatos velhos cortados ao meio. O importante é seguir adiante fazendo, brincando, cantando.

137501613413750161342398366724_420x300

Época certa não tem, o Reisado sai às ruas quando a vontade de brincar acontece. Com a nossa presença as brincadeiras estavam em alta, e consequentemente o Reisado também. Em 40 dias vimos 2 vezes ele ir a rua, sendo que cada vez tinha um ensaio no dia anterior.

137501620013750162001673986506_420x300

Fotos: Renata Meirelles e David Reeks

Texto: Renata Meirelles

 likes
Share this post:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Archives

> <
Jan Feb Mar Apr May Jun Jul Aug Sep Oct Nov Dec
Jan Feb Mar Apr May Jun Jul Aug Sep Oct Nov Dec
Jan Feb Mar Apr May Jun Jul Aug Sep Oct Nov Dec
Jan Feb Mar Apr May Jun Jul Aug Sep Oct Nov Dec