• pt-br
  • en
  • es

136942311813694231182672724388_420x300

Quem tem linha? Quem tem anzol? Só achar essas coisas já é uma bela caçada para os meninos.

Ajeitar o necessário para o brincar, ou no caso para pescar, é a própria brincadeira. Os meninos de Tatajuba estão sempre tentando achar o que precisam, seja latas, anzol, madeira, palha de carnaúba, talo de folha de coqueiro, isopor, plástico, enfim, a matéria-prima para concretizar o brinquedo em si.

Essa etapa é fundamental no brincar, é como uma porta que se abre ao desejo.

Anzol e linhas em mãos caminhamos até única ponte de Tatajuba para a próxima etapa do brincar: caçar iscas.

Com pedras nas mãos e nas baladeiras os meninos fecham um dos olhos para não errar a mira. A marinha farinha (tipo de siri usado como isca), parte ao meio se o lance é certeiro.

13694226831369422683688181099_420x300

O buzo, outro tipo de isca, é dessas conchinhas que escondem um bichinho dentro, muito parecido com uma aranha. Esse é mais fácil de pegar, mas não de encontrar.

136942276013694227606992124041_420x300

13694227961369422796864583138_420x300

O siri mole também serve e ele fica caminhando dentro d’água até que alguém consiga prende-lo com um pau e depois pegá-lo com a mão. A pegada é um ato de coragem, tem que ser do jeito certo, senão leva uma mordida.

136942284313694228434137803183_420x300

136942289213694228926508658374_420x300

Colecionam algumas iscas para só então passar para a última etapa: a pescaria em si. Abrem as iscas, retiram as escassas carnes dentro delas e colocam nos anzóis.

O olho vai dentro d’água para tentar enxergar o peixe. A pesca é sem vara, só na linha mesmo. A sensibilidade dos dedos é requisitada nesse momento, um pequeno movimento da linha e o gesto precisa ser rápido.

13694229781369422978391784302_420x300

Antônio pescou um baiacu, o peixe incha e come o anzol quebrando a linha. Querem tirar a todo custo o anzol da barriga do peixe, mas ninguém trouxe uma faca. Antônio me apresenta as ostras que o baiacu comeu só apalpando sua barriga. Conhecem tudo sobre os riscos de envenenamento caso alguém coma esse peixe. É o fígado dele que traz o veneno, nos ensinam. Querem nos mostrar o fígado e todos os órgãos. São mestres em anatomia dos bichos, investigam por dentro, buscam conhecer a vida na própria vida

1369423020136942302006869840_420x300

136942309813694230985649661226_420x300

Quanto saberes vivenciados por esses meninos em uma manhã de pescaria!

136942313913694231392261583899_420x300

Texto e fotos: Renata Meirelles

 likes
Share this post:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Archives

> <
Jan Feb Mar Apr May Jun Jul Aug Sep Oct Nov Dec
Jan Feb Mar Apr May Jun Jul Aug Sep Oct Nov Dec
Jan Feb Mar Apr May Jun Jul Aug Sep Oct Nov Dec
Jan Feb Mar Apr May Jun Jul Aug Sep Oct Nov Dec