• pt-br

01
ago-2016

‘Território do Brincar’ retrata o fascinante universo das brincadeiras infantis

A MATÉRIA PODE SER LIDA NO SAIA EDUCANDO OU A SEGUIR:

‘Território do Brincar’ retrata o fascinante universo das brincadeiras infantis

As crianças de hoje ainda brincam e não é pouco! Essa foi a principal conclusão dos documentaristas Renata Meirelles e David Reeks e que é apresentada no filme “Território do Brincar”, cujo trailer você pode conferir no link acima e que foi exibido durante o Congresso Nacional da Primeira Infância – Pelo Direito de Brincar, realizado na semana passada em Presidente Prudente.
“Elas não apenas brincam, mas são potentes enquanto brincam e, mais do que uma ferramenta de aprendizado, o ato de brincar é uma revelação de linguagens humanas com um significado próprio da infância”, conta Raquel Franzim, que é educadora e representou o Instituto Alana, minutos antes do início da exibição do filme, no Sesc Thermas, em Prudente.
“Tudo que elas precisam é que os adultos deixem elas brincar, precisam de tempo e espaço, principalmente ao ar livre, para brincar e é surpreendente como elas são habilidosas, inteligentes, criativas e como a brincadeira se torna um espaço de exercício de múltiplos papéis”, pontua Raquel.
O filme foi feito em 2012 e 2013 e retrata essa realidade de maneira direta, mostrando como crianças de 14 comunidades, em nove estados, interagem e são capazes de façanhas impressionantes quando estão livres em seus próprios universos, sem a intervenção de adultos. “É preciso aprender a olhar para a criança por um outro prisma, um olhar sobre os saberes demonstrados pelo brincar” destaca a educadora.

Já no bate-papo, logo após a exibição, que reuniu professoras, coordenadoras e diretoras de escolas da região de Prudente – além deste blogueiro – Raquel lembrou ainda do quanto é fundamental garantir a livre iniciativa das crianças no ato de brincar. “A escola precisa aprender a se recolher um pouco diante do saber da criança, a brincadeira precisa ser espontânea, estimulando a potência criativa da criança”, detalha.

“Aos adultos cabe ajudar a auxiliar na escolha dos espaços, garantir o tempo necessário e parar de intervir tanto… Brincar é a expressão de uma cultura infantil e a criança tem que ser tratada como um ator social, um sujeito de direito e, neste caso, o papel do adulto é se recolher”, conclui Raquel.
Para conhecer um pouco mais sobre algumas das brincadeiras mostradas no filme, é só clicar nas fotos que ilustram essa matéria!
 
O projeto
O projeto Território do Brincar, uma co-realização com o Instituto Alana, trabalha com o modo de olhar para a criança e seu jeito de brincar, focando no que há de mais belo e potente na infância. O documentário de longa metragem é uma co-produção da Maria Farinha Filmes e Ludus Vídeos e Cultura.
Confira o vídeo de apresentação:
Ficha técnica
Direção: David Reeks e Renata Meirelles
Roteiro: Clara Peltier e Renata Meirelles
Fotografia: David Reeks
Montagem: Marilia Moraes
Música: composta por Artur Andrés e interpretada pelo Grupo Uakti e convidados
Produção executiva: Juliana Borges
Câmera: David Reeks
Produção: Estela Renner, Luana Lobo, Marcos Nisti, Maria Farinha Filmes e Ludus Vídeos
Videocamp
O Videocamp é uma plataforma criada pelo Instituto Alana e Maria Farinha Filmes, e, além de oferecer visualizações individuais, possibilita que interessados organizem exibições públicas gratuitas de alguns títulos disponíveis. Para ter acesso, basta preencher um cadastro no próprio site.
Território do Brincar’ é o filme mais assistido pela plataforma com quase 50 mil espectadores impactados e, lançado na plataforma em 2015, o documentário já registrou mais de 1500 exibições públicas.
Instituto Alana
O Instituto Alana é uma organização da sociedade civil, sem fins lucrativos, que aposta em projetos que buscam a garantia de condições para a vivência plena da infância. Criado em 1994, o Instituto conta hoje com projetos próprios e com parceiros e é mantido pelos rendimentos de um fundo patrimonial desde 2013. Tem como missão “honrar a criança”.
 likes
Share this post:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Palavras: 691

Archives

> <
Jan Feb Mar Apr May Jun Jul Aug Sep Oct Nov Dec
Jan Feb Mar Apr May Jun Jul Aug Sep Oct Nov Dec