O projeto Território do Brincar é um trabalho de escuta, intercâmbio de saberes, registro e difusão da cultura infantil.

Entre abril de 2012 e dezembro de 2013, os documentaristas Renata Meirelles e David Reeks, acompanhados de seus filhos, percorreram o Brasil. Eles visitaram comunidades rurais, indígenas, quilombolas, grandes metrópoles, sertão e litoral, revelando o país através dos olhos de nossas crianças. Renata e David registraram as sutilezas da espontaneidade do brincar, que nos apresenta a criança a partir dela mesma.

Em cada encontro surgiam intensas trocas e diálogos, por meio de gestos, expressões e saberes que foram cuidadosamente registrados em filmes, fotos, textos e áudios. Um intercâmbio onde pesquisadores e crianças se encontraram no fazer e no brincar, sempre aprendendo um com o outro.

O trabalho do Território do Brincar se amplia ainda mais pela parceria firmada com o Instituto Alana, que é o correalizador do projeto, pelas escolas que acreditam no valor dessa pesquisa e são nossas parceiras, pelo apoio da Aliança pela Infância e outras pessoas e organizações que muito enriquecem essa história.

Atualmente, estão em produção um longa metragem, dois livros e duas séries infantis para TV. Além disso, uma exposição itinerante está viajando o Brasil para levar um pouquinho do Território para escolas, festivais, praças, etc.

Dando continuidade a essa pesquisa, a equipe do Território do Brincar seguirá rumo a terras distantes, além das fronteiras nacionais, e continuará produzindo materiais que tragam a infância de todos nós para dentro de escolas, instituições e famílias.

Histórico

Estar perto de crianças era o maior desejo da educadora e documentarista Renata Meirelles, desde que começaram a surgir as perguntas sobre “o que você vai ser quando crescer?”. O caminho encontrado por ela foi o brincar.

Desde 1996, Renata vive esse encontro com crianças das mais diversas regiões brasileiras, em um intenso intercâmbio de brinquedos e brincadeiras.

Em 2000, ela conheceu David Reeks. Juntos, criaram o Projeto BIRA – Brincadeiras Infantis da Região Amazônica. Em 2001, partiram para a Amazônia e percorreram 16 comunidades indígenas e ribeirinhas do Amapá, Pará, Amazonas, Roraima e Acre.

Com os registros do BIRA produziram diversos filmes de curta-metragem, premiados em vários festivais de cinema. Publicaram, também, o livro Giramundo, vencedor do Prêmio Jabuti, e inúmeras apresentações, palestras e oficinas em escolas, instituições e empresas, no Brasil e no exterior.

Seguiram realizando projetos e pesquisas sobre a infância e desenvolveram importantes parcerias. Entre elas, com a jornalista Gabriela Romeu – que frutificou na realização do Projeto Mapa do Brincar, uma iniciativa da Folha de S.Paulo, vencedor do Grande Prêmio Ayrton Senna de Jornalismo. Gabriela e Renata dividiram a curadoria da exposição Trilhas do Brincar, que já circulou em unidades do SESC, e os três juntos realizaram o filme Disque Quilombola, vencedor de prêmios no Fici (Festival Internacional de Cinema Infantil) e na Mostra de Cinema Infantil de Florianópolis, entre outros festivais.

Em parceria com o pesquisador Gandhy Piorsky, Renata Meirelles dividiu a curadoria da exposição Mais de Mil Brinquedos da Criança Brasileira, na unidade do SESC Pompéia, em São Paulo.

Parte desses registros, que vem sendo feitos desde 1996, estão reunidos nesse site. Para nós, o site representa uma possibilidade de acesso às inúmeras potencialidades e belezas das nossas crianças. Seja bem-vindo – e aproveite!