• pt-br
  • en
  • es

19
mar-2014

134385643613438564361921966695_420x300

Hoje fomos conhecer o grupo de Samba de Roda Mirim de Saubara, uma cidade vizinha de Acupe.

Dona Anna é sambadeira das antigas. Rodou sua saia e sua voz entre o que há de melhor no samba de roda do Recôncavo Baiano. Hoje seu corpo pede quietude e remédios caros para se reerguer de um AVC.

Isso não a impede, porém, de reunir crianças do Samba de Roda Mirim de Saubara, em sua sala, sentadas em tocos de madeira com flores esculpidas e pintadas.

Chega um menino, entra, ela lhe oferece um pandeiro, ele aceita e sai para chamar o outro que mora na rua de cima. Vem mais um, senta sem precisar ser convidado, entra a menina que toca prato, se ergue para achar a chave que abre a porta do quarto onde ficam os instrumentos, e, assim, a música se faz sob o olhar de Dona Anna e da câmera atenta do David.

134385651113438565117487723988_420x300

134386496113438649612393185976_420x300

13438565851343856585242139902_420x300

O percurso das mãos dessas crianças combina com seus olhares desatentos e suas canções sorridentes.

Esses meninos e meninas de 7 a 14 anos estão disponíveis para a música, para o ritmo e para a cultura que circula livremente entre eles.

Permanecem tocando até que um adulto relembre que hoje é quarta-feira e está na hora de voltarem para casa para almoçar, pois precisam ir para a escola.

Na verdade, eu acho que a escola é que deveria vir até aqui, na sala de Dona Anna, e compartilhar desse samba e dessa cultura, que vai além dos livros e lousas.

Texto e fotos: Renata Meirelles

 likes
Share this post:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Archives

> <
Jan Feb Mar Apr May Jun Jul Aug Sep Oct Nov Dec
Jan Feb Mar Apr May Jun Jul Aug Sep Oct Nov Dec
Jan Feb Mar Apr May Jun Jul Aug Sep Oct Nov Dec