• pt-br

15
mar-2017

DIÁLOGOS DO BRINCAR #10: CIDADES, CRIANÇA E NATUREZA

Texto: Natalia Cruz e Carolina Prestes | Fotos: Natalia Cruz | Vídeo: Interrogação Filmes

Em busca de abrir novas conversas sobre o brincar, a infância e a educação, a série “Diálogos do Brincar”, correalizada pelo Projeto Território do Brincar e pelo Instituto Alana, voltou ao ar no último dia 9 de março de 2017. Neste ano, serão 6 videoconferências, que acontecerão bimestralmente, entre março e novembro.

No dia 9 de março ocorreu a primeira videoconferência do ano, com Lais Fleury, diretora do Projeto Criança e Natureza. No bate-papo “Cidades, Criança e Natureza’, mediado por Renata Meirelles, diretora do Projeto Território do Brincar, Lais falou sobre como a vida moderna nos induz a uma rotina sedentária e emparedada, fazendo com que ocupemos boa parte de nosso tempo livre em frente à telas. “O estilo de vida que levamos faz com que o contato com a natureza não seja natural, é necessário um esforço”, afirmou Lais.

Para ela, a ausência espaços ao ar livre tem impactos bastante expressivos para a infância; tanto mentais, quanto físicos: “Não falamos mais desse brincar na natureza como algo intuitivo, hoje em dia temos pesquisas que provam que o contato com a natureza influencia no desenvolvimento integral da criança (físico, emocional, social, psicologia, cognitivo)”.

Lais defende que a natureza oferece estímulos que falam diretamente com a alma da criança: “A forma como ela se conecta com o espaço ao ar livre é através do corpo. Só o fato de estar em um espaço aberto já faz com que a criança queira correr, brincar, pular, subir nas árvores. Ambientes vivos dialogam com todos os sentidos da criança. É muito difícil replicar em espaços internos as sensações oferecidas pelos espaços da natureza”.

A importância de correr riscos também foi debatida pela palestrante convidada. “Quando falamos sobre riscos, falamos sobre o desenvolvimento emocional da criança. Ela vai criando repertório para se preparar para a vida”.

Como garantir que as crianças que vivem em áreas urbanas tenham acesso à natureza?

Para muitos, a tarefa é quase impossível, mas Lais afirma não ser: “No nosso imaginário, a natureza se traduz em espaços verdes, mas na verdade deve ser compreendida como espaços ao ar livre. É preciso perceber que na cidade existe sim natureza. Tomar banho de chuva já é uma experiência de encantamento. A natureza na cidade está em todo lugar”, explica.

Mas, para que essas experiências com a natureza sejam plenas, o ócio é fundamental (e também um grande vilão das rotinas urbanas, sempre tão aceleradas). Lais afirma que o tempo livre – ocioso – permite que a criança se vincule e interaja com os ambientes naturais de forma imaginativa.

Para ela, essa é uma mudança de cultura, e, por isso, deve envolver a comunidade como um todo:“É necessário sensibilizar educadores, para que eles estabeleçam a sua própria conexão com a natureza, passando a compreender o valor dessa conexão.. Se as crianças passam tanto tempo na escola, é fundamental que ela seja um espaço para a promoção do contato com a natureza, oferecendo vivências em espaços externos, que não devem ser paisagísticos, mas espaços de exploração.”

A natureza como espaço restaurativo

Lais ainda apontou o aspecto restaurativo da natureza: “Ela nos oferece esse sentido da beleza, da contemplação. É só pensarmos na nossa vida cotidiana; quando estamos cansados, queremos ficar perto da natureza, nós nos reabastecemos na natureza”. Além disso, espaços naturais estimulam a escuta interna da criança, que tem possibilidade de criar e recriar seus próprios brinquedos “Os elementos naturais tem diálogo direto com a alma humana. Um pedaço de pau, por exemplo,uma hora é um lápis, depois uma espada. Os elementos da natureza conseguem materializar esse desejo da criança.”

Sentir diferentes cheiros e texturas, investigar, descobrir a variedade de relevos, fazem da natureza um campo exploratório rico, num brincar “onde o foco não é o limite, mas a possibilidade”.

Se você não conseguiu assistir o bate-papo ao vivo, confira agora!

 

 

fotim
4
2
3

 

 likes
Share this post:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Archives

> <
Jan Feb Mar Apr May Jun Jul Aug Sep Oct Nov Dec
Jan Feb Mar Apr May Jun Jul Aug Sep Oct Nov Dec
Jan Feb Mar Apr May Jun Jul Aug Sep Oct Nov Dec